Unidades do ACES da Lezíria sem climatização adequada

Várias unidades do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria apresentam, ano após ano, problemas de climatização, especialmente durante a época de Verão. São disso exemplo unidades em Santarém, Coruche, Pontével, Golegã, Alpiarça, Couço, Almeirim e Salvaterra de Magos. Apesar das inúmeras solicitações, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) tem vindo sucessivamente a adiar a resolução do problema.

A região da Lezíria do Tejo, no distrito de Santarém, é uma das mais quentes do país. Não é tolerável que os profissionais e os utentes tenham que suportar temperaturas de mais de 35ºC nos gabinetes de trabalho, nas salas de tratamento, nas salas de espera ou na secretaria. 

Em coerência com o emanado no Plano de Contingência para Temperaturas Extremas Adversas, o Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS) exige que a ARSLVT resolva os problemas verificados com a climatização e refrigeração do ACES da Lezíria. Para o SMZS, é da responsabilidade da ARSLVT assegurar condições dignas para os profissionais e para os utentes.

CENTRO DE SAUDE SALVATERRA DE MAGOS

© 2018 Sindicato dos Médicos da Zona Sul