Hospital Garcia de Orta

A Plataforma Lisboa em Defesa do SNS solidária com as famílias da margem sul

O encerramento das urgências pediátricas do Hospital Garcia Orta, para além do claro prejuízo que provoca nas famílias da margem sul, acentua as já parcas equipas destes serviços na cidade de Lisboa e em particular dos hospitais D. Estefânia e Santa Maria.

Esta medida resulta de anos de subfinanciamento crónico na saúde e desvalorização salarial e das carreiras dos profissionais de saúde.

A Plataforma Lisboa em Defesa do SNS exige ao Governo e ao Ministério da Saúde em particular:

  • o reforço das equipas multidisciplinares de pediatria nos hospitais da região da Grande Lisboa;
  • a valorização das condições de trabalho e das carreiras dos profissionais de saúde;
  • o reforço dos cuidados de saúde primários;
  • a resolução célere para a reabertura em pleno das urgências pediátricas do Hospital Garcia Orta.

Nota enviada aos media em novembro 2019
PLATAFORMA LISBOA EM DEFESA DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE
Comissão de Utentes de Saúde da Amadora, Comissão de Utentes da Cidade de Lisboa, FARPIL/MURPI, Movimento Democrático de Mulheres, Inter-Reformados CGTP-IN/Lisboa, Movimento de Utentes dos Serviços Públicos, Sindicato Enfermeiros Portugueses (Dir Reg de Lisboa), Sindicato Nacional dos Psicólogos (Reg. Lisboa), Sindicato Médicos da Zona Sul, Sindicato Trab. das Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas, União dos Sindicatos de Lisboa – CGTP-IN

© 2018 Sindicato dos Médicos da Zona Sul