estetoscópio

Médica ameaçada com arma de fogo no Centro da Saúde da Chamusca

O Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS) tomou conhecimento de uma médica de família ter sido hoje, 8 de Julho, ameaçada com uma arma de fogo no Centro de Saúde da Chamusca, integrado no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) da Lezíria.

O SMZS solidariza-se com a médica e repudia todos os comportamentos violentos contra os profissionais de saúde, responsabilizando directamente este Ministério da Saúde por submeter os médicos a contínuas más condições de trabalho e por não resolver os problemas que têm permitido estas situações.

Nesse sentido, o SMZS exige a garantia da segurança dos médicos no exercício das suas funções e o investimento na prevenção destas situações, reivindicando o reconhecimento à profissão médica do estatuto de risco e penosidade acrescida.

© 2018 Sindicato dos Médicos da Zona Sul