Reunião

Chegados ao ponto em que, por todo o país, inúmeras equipas médicas apresentam demissões em bloco e em que centenas de médicos especialistas e recém-formados preferem recusar uma carreira no SNS, é tempo de aprofundar a discussão e a ação sindical em torno da degradação progressiva das suas carreiras e condições de trabalho.

A Direção do SMZS apela à participação dos/as Associados/as numa reunião aberta, com vista a discussão destes assuntos e da resposta sindical necessária à defesa do SNS e da sua dignidade profissional.

A reunião terá lugar no dia 15 de dezembro, às 21h00, no auditório da sede do SMZS, em Lisboa, e por videoconferência, através deste link: https://us06web.zoom.us/j/82306801528

Hospital

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) enviou o seu parecer sobre o projeto de Estatuto do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para o Ministério da Saúde. Para a FNAM, este projeto propõe medidas que facilitam a privatização do SNS, ignora as carreiras médicas, propõe um regime de «dedicação plena» que promove o pluriemprego e relega para segundo plano a Saúde Pública.

 

A Ministra da Saúde teve, no dia 24 de novembro, no Parlamento, aquela que terá sido, porventura, a mais infeliz intervenção pública dos seus dias como Ministra e, certamente, uma das mais lamentáveis da história do Ministério da Saúde.

Debate com Eugénio Rosa

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) recebeu, a 28 de outubro, na sede do Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS), em Lisboa, o economista Eugénio Rosa para uma conversa sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2022 e o sector da Saúde.

© Sindicato dos Médicos da Zona Sul