Estetoscópio

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) participou na reunião, de 9 de novembro, do Ministério da Saúde com os sindicatos médicos, tendo havido o compromisso de celeridade nas negociações.

A reunião, que inaugurou as negociações com a atual equipa ministerial, contou com a presença do Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, do Secretário de Estado da Saúde, Ricardo Mestre, e de representantes da Administração Central do Sistema de Saúde, das Entidades Públicas Empresariais, da Secretaria de Estado da Administração Pública e da Secretaria de Estado do Orçamento.

O Ministro da Saúde reafirmou a vontade em chegar a acordo relativamente a uma série de medidas para os médicos e para o Serviço Nacional de Saúde (SNS), estando prevista, com início ainda este mês, a discussão das propostas sobre o acordo coletivo de trabalho, a revisão das grelhas salariais, as normas particulares de organização e disciplina do trabalho médico e medidas de valorização do trabalho em serviço de urgência.

Neste sentido, o Ministério da Saúde comprometeu-se a apresentar propostas até à próxima reunião negocial, agendada para o dia 28 de novembro.

Os sindicatos médicos já apresentaram as suas propostas e estão abertos ao diálogo, esperando que seja possível, finalmente, chegar a acordo para valorizar condignamente o trabalho médico.

Greve da Administração Pública

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) emitiu um aviso prévio de greve para o dia 18 de novembro, acompanhando a greve dos trabalhadores da Administração Pública, convocada pela Frente Comum.

Assim, todos os médicos, com contrato de trabalho em funções públicas ou contrato individual de trabalho, estejam ou não sindicalizados, podem aderir à greve.

Face às insuficientes medidas do Governo em dar resposta à perda de poder de compra, ao aumento da inflação e à degradação dos serviços públicos – como o Serviço Nacional de Saúde –, a Frente Comum dos Sindicatos da Administração da Pública decidiu convocar uma greve nacional para o dia 18 de novembro.

Reunião sobre a Lei de Saúde Mental

Na quinta-feira, 3 de novembro, às 21h00, o SMZS promove uma reunião para discussão da nova Lei de Saúde Mental, aprovada na generalidade, na Assembleia da República, no dia 14 de outubro, e em discussão na especialidade.
 
A reunião é aberta a todos os médicos, sejam ou não sindicalizados, conta com a participação de dirigentes sindicais e realiza-se na sede do SMZS (Rua Julieta Ferrão 10 - 12º A-B, Entrecampos, Lisboa).
 
© Sindicato dos Médicos da Zona Sul