Manifestação SAMS

Aos trabalhadores do SBSI/SAMS

DIRECÇÃO DO SBSI ENCERRA PROCESSOS DE MEDIAÇÃO

A Direcção do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (SBSI) encerrou, em 31 de Dezembro de 2018, o processo de Mediação requerido junto do Ministério do Trabalho pelos Sindicatos que representam os trabalhadores ao seu serviço.

A Direcção do SBSI emitiu, entretanto, um «Comunicado», onde afirma que os Sindicatos «recusam o diálogo», quando, na verdade, estes têm enviado sucessivos pedidos de reunião dirigidos ao seu presidente, que NUNCA obtiveram qualquer resposta, desde que interrompeu, sem qualquer explicação, os processos negociais, em Outubro de 2013.

Como se isso não bastasse, a Direcção do SBSI, na apresentação do Orçamento para 2019, afirmou claramente que pretende retirar o direito aos SAMS aos Trabalhadores do SBSI/SAMS, acusando-os de “contaminarem” o sistema (revista O Bancário de Janeiro, pág. 6).

DIREITO DE RESPOSTA

A Comissão de Trabalhadores (CT) e os Sindicatos já enviaram um texto para publicação no Bancário, ao abrigo do Direito de Resposta, onde repõem a verdade dos factos e exigem explicações à Direcção do SBSI acerca do referido artigo, pois é lesivo da dignidade pessoal e profissional dos Trabalhadores do SBSI/SAMS.

EXPOSIÇÃO E PEDIDO DE AUDIÊNCIA AO PRIMEIRO-MINISTRO

Uma delegação de Sindicatos e da CT, em representação dos Trabalhadores do SBSI/SAMS, foi recebida, no dia 19/Fev., cerca das 11h, na Residência Oficial do Primeiro-Ministro (PM), pelo seu assessor económico, a quem entregou uma exposição e pedido de Audiência dirigida ao PM e Secretário-Geral do Partido Socialista (PS).

Neste documento, expomos a nossa incompreensão e indignação por esta direcção do SBSI, presidida pelo Dr. Rui Riso, deputado do Partido Socialista e membro da Comissão do Trabalho da Assembleia da República, desde Out/2013 se recusar a negociar com os Sindicatos e sucessivamente ter encerrado os processos de Conciliação (em 31/Jul/2018 e os de Mediação em 31/Dezembro/2018.

Expusemos, também, que ao recusar a proposta do Mediador para manter os processos negociais, o Dr. Rui Riso e a direcção a que preside demonstraram o claro objectivo de fazer caducar os Instrumentos de Regulamentação Colectiva de Trabalho (IRCT), que se aplicam aos Trabalhadores do SBSI e SAMS Sul e Ilhas, com as consequências que daí advêm, incluindo acabar com a assistência nos SAMS.

25 a 29 MARÇO - SEMANA DE LUTA

Como decidido nos Plenários de 4 e 5 de Fevereiro, os Sindicatos e a CT decidiram marcar a semana de luta para 25 a 29/Março. Aguardamos, no entanto, respostas aos ofícios entretanto enviados/entregues (que oportunamente divulgaremos):

  • À Direcção do SBSI - em 14/Fev. - para que retome as negociações e retire os requerimentos de caducidade;
  • Ao Ministro do Trabalho, exposição e pedido de Audiência - em 29/Out. e na Greve/Manifestação, em 27Nov.;
  • Ao PM e Secretário-Geral do PS, como já referimos, exposição e pedido de Audiência - em 19/Fev.

DIVULGA E PARTICIPA NESTA LUTA, QUE É DE TODOS E PARA TODOS OS TRABALHADORES!
Pela Defesa da Contratação Colectiva e pelo Direito à assistência nos SAMS!

Os Sindicatos
A Comissão de Trabalhadores

© 2018 Sindicato dos Médicos da Zona Sul