Processo crime contra o responsável da USF do Entroncamento Locomotiva

etica
A Direcção do SMZS decidiu por unanimidade, na reunião do dia 15 de Janeiro de 2018, apresentar queixa-crime contra o médico responsável da Unidade de Saúde Familiar (USF) Locomotiva, do Entroncamento, por ter exposto em reunião pública médica a situação profissional e pessoal da Dra. Marta Antunes, dirigente do SMZS, com o objectivo conseguido de a expulsar dessa USF. Este procedimento anti-ético, anti-humano e anti-deontológico teve como finalidade humilhar a nossa colega nessa reunião, sabendo da sua fragilidade por motivo de doença. Desejamos o rápido restabelecimento da Dra. Marta Antunes e não deixaremos de utilizar todos os meios judiciais do Estado de direito para que o médico coordenador da USF e a responsável do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) sejam responsabilizados na justiça por este grave atentado contra os Direitos Humanos.

Lisboa 16 de Janeiro de 2018

© 2018 Sindicato dos Médicos da Zona Sul