Facebook

Arquivo Jurídico

Site Anterior

site anterior

sindicalizese

Reuniões de Médicos

23/04/2018 - 12h
Hospital de São Bernardo
Setúbal

24/04/2018 - 12h
Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca (Amadora-Sintra)
Amadora

24/04/2018 - 12h
Hospital de Abrantes

27/04/2018 - 12h
Centro de Saúde de Sete Rios
Auditório
Lisboa

27/04/2018 - 12h
Centro de Saúde da Sobreda
Almada

Minuta de responsabilidade civil

Médicos Hospitalares
Médicos de Família
Reclamação do pagamento aos médicos especialistas que exercem funções da categoria de assistente
Informação
Formulário Inrtutório

Descanso Compensatório. Trabalho Noturno. Trabalho ao Domingo, em Dia de Descanso Semanal e em Dia Feriado

Minuta para
descanso
compensatório

Minutas de requerimento das progressões remuneratórias obrigatórias

Medicina Geral 
e Familiar
Carreira 
Hospitalar
Parecer/FNAM 
n.º 1/2018

Ler mais...

Minutas para pedir a atribuição de incentivos
Médicos com CIT
Médicos com CTFP
Minutas para solicitar a regularização do pagamento do trabalho noturno
Médicos com CIT
Médicos com CTFP

No dia 8 de fevereiro, os Sindicatos Médicos – a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) e o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) – reuniram com o Ministério da Saúde (MS). Esta reunião ocorreu após vários meses de silêncio por parte do MS, que interrompeu unilateralmente o processo negocial.

Na reunião, estiveram presentes a Secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos, e o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo. Constatamos que a substituição de alguns dos elementos da delegação não representou qualquer evolução na posição governamental

Os pontos que a FNAM considera imprescindíveis, como a negociação da carreira médica e da grelha remuneratória, a diminuição da lista de utentes dos médicos de família e os limites do trabalho urgente e extraordinário, continuam sem qualquer contraproposta por parte do Ministério da Saúde. Estes pontos continuam a ser os mesmos que motivaram duas greves no ano passado.

Em relação aos concursos de colocação de recém-especialistas, atrasados há vários meses, fomos informados que o concurso à especialidade de Medicina Geral e Familiar estaria previsto para a próxima semana. No entanto, continua sem perspetiva de data de abertura o concurso para os especialistas hospitalares.

Relativamente ao diploma que regulamenta o Internato Médico, a FNAM manifestou não conhecer qual a versão que teria sido enviada para promulgação, expressando o seu desacordo sobre a versão conhecida pelos sindicatos. devido à discordância relativamente a vários pontos do diploma.

A delegação do Ministério da Saúde garantiu que irá apresentar contrapropostas por escrito ainda durante o mês de fevereiro.

Com enorme preocupação constatamos não haver da parte do Ministério uma alteração da atitude e da postura em relação aos médicos.

Não havendo qualquer aproximação do Governo às legítimas expetativas dos trabalhadores médicos, a FNAM mantém a decisão de escalar as formas de luta, já anunciadas previamente.