Facebook

Arquivo Jurídico

Site Anterior

site anterior

sindicalizese

Reuniões de Médicos

23/04/2018 - 12h
Hospital de São Bernardo
Setúbal

24/04/2018 - 12h
Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca (Amadora-Sintra)
Amadora

24/04/2018 - 12h
Hospital de Abrantes

27/04/2018 - 12h
Centro de Saúde de Sete Rios
Auditório
Lisboa

27/04/2018 - 12h
Centro de Saúde da Sobreda
Almada

Minuta de responsabilidade civil

Médicos Hospitalares
Médicos de Família
Reclamação do pagamento aos médicos especialistas que exercem funções da categoria de assistente
Informação
Formulário Inrtutório

Descanso Compensatório. Trabalho Noturno. Trabalho ao Domingo, em Dia de Descanso Semanal e em Dia Feriado

Minuta para
descanso
compensatório

Minutas de requerimento das progressões remuneratórias obrigatórias

Medicina Geral 
e Familiar
Carreira 
Hospitalar
Parecer/FNAM 
n.º 1/2018

Ler mais...

Minutas para pedir a atribuição de incentivos
Médicos com CIT
Médicos com CTFP
Minutas para solicitar a regularização do pagamento do trabalho noturno
Médicos com CIT
Médicos com CTFP

A contratualização com os Cuidados de Saúde Primários (CSP) é assumida pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) como essencial à «disseminação das boas práticas assistenciais e organizacionais que assegurem elevados níveis de acesso, qualidade e eficiência no SNS». No entanto, nas Unidades Funcionais ainda não há sinais de qualquer processo de negociação de contratualização interna, que deveria ter começado a 15 de Dezembro de 2017, segundo o cronograma constante no documento «Termos de Referência para contratualização de cuidados de saúde no SNS para 2018».

Estamos a menos de um mês da data limite, 28 de Fevereiro de 2018, constante no mesmo documento, para terminar o processo de contratualização interna e externa. Entretanto, a ACSS ainda não publicou os indicadores que deveriam ser atualizados anualmente, após negociação com as ordens profissionais e os sindicatos.

 

Como espera o Ministério da Saúde terminar algo tão complexo, como, neste caso, a contratualização, quando ainda nem sequer começou o processo a nível das Unidades Funcionais.

Além disso, no Bilhete de Identidade dos Cuidados de Saúde Primários (BI-CSP), parte integrante da página do portal do SNS, tão publicitado recentemente pelo Ministério da Saúde como uma ferramenta essencial à transparência e contratualização, nada consta na área de contratualização!

A atividade dos CSP baseia-se nesta contratualização e a sua inexistência até ao momento levanta graves problemas na organização da atividade assistencial! A responsabilidade desta ineficiência é da ACSS, das Administrações Regionais de Saúde (ARS), dos Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) e, em última análise, do Ministério da Saúde!

1 de Fevereiro de 2018

A Comissão Executiva da FNAM