Facebook

Arquivo Jurídico

sindicalizese

Minuta de responsabilidade civil

Médicos Hospitalares
Médicos de Família
Reclamação do pagamento aos médicos especialistas que exercem funções da categoria de assistente
Informação
Formulário Inrtutório

Descanso Compensatório. Trabalho Noturno. Trabalho ao Domingo, em Dia de Descanso Semanal e em Dia Feriado

Minuta para
descanso
compensatório

Minutas de requerimento das progressões remuneratórias obrigatórias

Medicina Geral 
e Familiar
Carreira 
Hospitalar
Parecer/FNAM 
n.º 1/2018

Ler mais...

Minutas para pedir a atribuição de incentivos
Médicos com CIT
Médicos com CTFP
Minutas para solicitar a regularização do pagamento do trabalho noturno
Médicos com CIT
Médicos com CTFP
Marta Antunes 
"Queremos a Drª Marta Antunes na USF Locomotiva" é o título da Petição Online dirigida ao Presidente da ARSLVT, à Presidente do ACES Médio Tejo, e ao Coordenador da USF Locomotiva. Pode assinar a Petição AQUI.

A imprensa regional do distrito de Santarém tem vindo a fazer eco da indignação que está a gerar a o processo de expulsão da Dr.ª Marta Antunes da USF Locomotiva do Entroncamento. Na passada quarta-feira, em frente à USF, dezenas de utentes da Dr.ª Marta Antunes exigiram a sua reintegração naquela unidade de saúde, noticiou o EOL-Entroncamentoonline. O mesmo órgão de comunicação já tinha feito referência ao assunto no fim do ano passado, em 29 de Dezembro, com o título «Médica da USF diz-se perseguida por ser delegada sindical e doente oncológica», num artigo com declarações da própria Dr.ª Marta Antunes.

Também o semanário regional O Mirante, distribuído com o Expresso na região, fez notícia do caso, na sua edição online, com o título «Caso da médica expulsa da unidade de saúde do Entroncamento chega ao Parlamento». Esta notícia tem como referência declarações da Dr.ªGuida da Ponte, da comissão executiva da FNAM, e o comunicado do SMZS/FNAM de 17 de Janeiro onde o sindicato afirma que vai «utilizar todos os meios judiciais do Estado de direito para que o médico coordenador da USF e a responsável do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) sejam responsabilizados na justiça por este grave atentado contra os Direitos Humanos».